Camin Larredya

Jean-Marc Grussaute
Sud-Ouest

Foi em 1988 que Jean-Marc com apenas 20 anos de idade tomou com a sua mãe Dany a liderança da quinta, depois da morte do pai em 1983. Homem alto de uma grande simpatia, reúne a tradição de força destes homens da região do Bearn, vocacionada à prática do Raguebi, e a boa disposição que caracteriza a cultura do Sudoeste de França. Hoje cultivam 9,5 ha de vinhas com 4 ha em terraços num anfiteatro que virado para os Pirinéus e compra também uvas (90% de Gros manseng) numa parcela de 1,5 ha no sector de La Chapelle Rousse que o seduziu pelo potential e pela localização. Produz dois vinhos secos e vindimas tárdias usando as mesmas castas que o seu vizinho e amigo Henri: Gros Manseng (27%), Petit Manseng (65%), Petit Courbu e Camaralet (8%). Jean-Marc distingue-se pelo nível que atingiu nos brancos secos onde consegue revelar a raça dos brancos do Piemonte pirineo com um lote das castas Petit Courbu, Gros e Petit Manseng na mesma proporção, estagiados em grande balseiro enquanto nos vinhos doces, Costat Darrèr é a colheita que exprime a fruta com o Gros manseng a dominar ao contrário de Au Capceu que mostra o potencial da casta Petit Manseng, vindimada tarde no Outono com diferentes selecções na vinha e com estágio em barricas usadas para trabalhar a sua estrutura.

Notre sélection de vins

{{ item.gol_wine_card['type'] }}, {{ item.gol_wine_card['year'] }}

Acheter

Produit ajouté avec succès.