Critérios de selecção

Nos Goliardos, propomos vinhos com tipicidade e sem artifícios, com respeito pela sua terra e gentes. São vinhos que importamos, exportamos, distribuímos e comercializamos em vários países, numa selecção feita de nomadismo vínico desde 2005 (na verdade já tínhamos começado a beber antes..). São cerca de 700 referências de vinhos de 7 países.

Para seleccionar, pesquisamos e lemos muito, e provamos ainda mais. Quando os vinhos nos encantam, vamos conhecer o produtor e o local onde é produzido. A verdadeira selecção é aquela que se faz ao longo do tempo, na relação com o produtor e com os seus vinhos. Trabalhar com um produtor não é apenas vender os seus vinhos, trata-se de estabelecer uma relação em que partilhamos uma abordagem e um estilo de vinhos, apoiamos o projecto e o caminho, com sucessos, pedras e quedas, com anos mais difíceis e outros mais bem conseguidos, mas com direcção consistente e verdadeira.

Vinhos gastronómicos e de carácter

Vinhos que dão prazer a beber, vinhos singulares com carácter e energia, de perfil seco e fresco, digestos, delicados, afirmados, fora da banalidade das marmeladas comerciais. São vinhos gastronómicos, que não se impõem à mesa, e criam um diálogo com a comida. E connosco também.

Vinhos naturalmente da vinha e de baixa intervenção na adega

São vinhos feitos antes de mais na vinha, com uma viticultura exigente, maioritariamente produzidos em biológico, alguns em biodinâmica, uma vinificação com pouca intervenção (sem adição de leveduras, bactérias, enzimas, acidificação e outros) e um estágio que afina e não cobre a matéria-prima. Vinhos sem maquilhagem, longe dos vinhos-Barbie tecnológicos feitos por um protocolo enológico que uniformiza e os torna insípidos. Vinhos feitos de um modo mais artesanal e natural, com o talento, paixão e conhecimento do produtor, de modo a poderem exprimir o local de origem e uma relação estreita com a terra cultivada.

Vinhos com humanismo

Vinhos com humanismo e conhecimento, inseridos numa História e numa Geografia, porque vinho é a celebração da civilização, com abertura, debate, profundidade e muita alegria.

Vinhos sem fronteiras

Uma diversidade apenas possível com vinhos singulares, diferentes e únicos, que nos fazem viajar por diferentes territórios. Vinhos sem fronteiras, em favor da troca intercultural, porque a vinha nunca teve fronteiras, exceptuando as mentais, e porque toda a expressão humana, desde a literatura à culinária, da ciência à música, só ganharam com o intercâmbio entre gentes diferentes que partilham uma mesma paixão, neste caso pela terra e pelo vinho.

Produto adicionado com sucesso.